Explorar as oportunidades da automação para os negócios pode ser um grande diferencial competitivo. Diante disso, é interessante se familiarizar com o termo Robotic Process Automation (RPA) para conseguir aplicá-lo à realidade das empresas. Nesse cenário, o papel do desenvolvedor de RPA se torna cada vez mais relevante.

Existem vários tipos de aplicações de RPA nos modelos de negócios. A complexidade está justamente em visualizar como essas tecnologias podem conversar e otimizar os processos de uma empresa. Trata-se de uma demanda que requer alinhamento com a alta gestão e muita capacidade técnica.

Ficou interessado no assunto? Então, confira agora as principais habilidades para você se tornar um desenvolvedor de RPA. Venha comigo e boa leitura!

O que é um desenvolvedor de RPA?

Trata-se de um profissional bastante cotado no mercado por conseguir aliar tecnologia e automação de processos. O desenvolvedor RPA é um otimizador das operações e dos fluxos de trabalho de uma empresa. Para tanto, ele precisa de uma comunicação clara e transparente com os gestores e analistas de negócios. O objetivo dele é aplicar os conhecimentos de robótica na melhoria da performance da instituição.

A carreira de desenvolvedor de RPA ainda é nova. Com isso, podem existir vários títulos e cargos para esse tipo de profissional. Os papéis e posições mais comuns são Automation Architect e Process Designer. Vale destacar que a atuação dos especialistas em RPA é bastante crítica para as empresas se adaptarem aos novos cenários da transformação digital.

Qual é o papel do desenvolvedor de RPA?

As funções do especialista em RPA exigem habilidades técnicas de robótica e de mapeamento de processos. A experiência com boas práticas de documentação e de planejamento também é válida. Para automatizar as tarefas, o desenvolvedor de RPA cria diagramas, workflows e registra todos os passos da execução antes de utilizar os robôs. Conhecer e explorar as soluções RPA é fundamental para desempenhar esse papel.

Em geral, os desenvolvedores de RPA gerenciam projetos de automatização de fluxos de trabalho. As aptidões com programação também são relevantes porque as soluções com robôs precisam de testes e de correções de bugs regularmente. Para esse tipo de profissional, as formações e cursos sobre inteligência artificial, Machine Learning, plataformas de automação, Processamento de Linguagem Natural e BPO (Business Process Outsourcing) são bem interessantes.

Quais são as habilidades que um desenvolvedor de RPA deve ter?

Conheça agora as 7 habilidades essenciais para se tornar um especialista nessa área.

Adaptabilidade

O profissional de robótica deve se adaptar rapidamente às mudanças. As ideias inovadoras para reduzir custos nas empresas precisam do engajamento e da prontidão dos desenvolvedores de RPA para funcionarem.

As tecnologias exponenciais avançam cada vez mais rápido. Com isso, é necessário se reinventar continuamente para se ajustar às situações novas. Nesse caso, vale lembrar dos cases do YouTube, Instagram, Facebook e Twitter, que aplicam massivamente os conceitos e aplicações da automação de processos em escalas mundiais.

Autodidatismo

O desenvolvedor de RPA é um autodidata, simples assim. A maior parte das tecnologias e das arquiteturas de robótica são restritas e específicas para certos nichos do mercado. Com isso, o acesso a esses conhecimentos requer muita leitura de documentações técnicas, exploração de ferramentas, testes e experimentações na prática. A grande complexidade é justamente descobrir como realizar com eficiência os processos de digitalização dos negócios.

Programação

Uma situação bem comum é encontrar desenvolvedores de RPA com formação inicial nas áreas de Engenharia, Computação e Estatística. Todos esses ramos de estudo exigem dos aprendizes habilidades em programação e raciocínio lógico. Assim, é interessante saber programar e desenvolver sistemas informatizados para trabalhar com automação robótica. Conseguir relacionar RPA e Big Data também pode ser um diferencial para se destacar nas empresas.

Criatividade

O desenvolver RPA é um criador de soluções que resolve vários tipos de problemas. A ideia é ligar os conhecimentos sobre robôs aos vários segmentos econômicos, como o da indústria automobilística e da automação de estoque. Dessa forma, consegue-se aumentar a produtividade sem incorrer em riscos e custos desnecessários. Vale lembrar que a transformação digital com RPA envolve justamente explorar as demandas não atendidas pelo mercado.

Comunicação eficaz

Ao lidar com soluções de alta complexidade tecnológica, o desenvolvedor de RPA deve conseguir traduzir os termos técnicos para os usuários não familiarizados com a tecnologia. Trata-se de uma comunicação eficaz em que os gestores conseguem visualizar a automação com robôs como uma aliada na melhoria de processos de negócios.

É preciso sensibilizar as partes interessadas quanto aos benefícios das rotinas automatizadas nas ações estratégicas da empresa. Diante disso, o profissional de RPA é o facilitador dessas interações e troca de informações.

Analytics

As habilidades analíticas são essenciais para o desenvolvedor de soluções RPA. O objetivo aqui é extrair conhecimentos e inteligência dos dados para aplicá-los na resolução das demandas críticas do negócio. Logo, é interessante conseguir identificar boas fontes de informações, organizá-las e padronizá-las de acordo com os objetivos da alta administração. Nesse caso, conhecimentos em otimização de bases de dados, Business Intelligence e Deep Learning podem ajudar bastante.

Soluções de RPA

O especialista em automação robótica deve ter um conhecimento amplo sobre as principais plataformas de RPA do mercado. Essa bagagem técnica ajuda na identificação das melhores ferramentas para os gestores de negócios. Com isso, consegue-se aliar tecnologia e processos automatizados. Vale reforçar também o engajamento do desenvolvedor de RPA com a alta administração para que essas iniciativas tomem corpo. Trata-se do aumento da produtividade com RPA.

Enfim, essas são as 7 habilidades para você iniciar sua carreira como desenvolvedor de RPA. É interessante também acompanhar as newsletters, webinários, treinamentos, workshops, eventos e cursos online sobre automação com robótica. O mercado de trabalho para esse tipo de profissional está bastante aquecido e com pouca mão de obra qualificada. Logo, essa pode ser uma chance boa de ingressar em uma nova carreira na Indústria 4.0.

Muito bem, agora você já conhece as habilidades necessárias para se tornar um desenvolvedor de RPA bem cotado no mercado. Gostou do texto? Então, confira também nosso artigo sobre os principais desafios da gestão de projetos de TI e aprenda como superá-los.